PÁSCOA DE ZUZINHA

 "ESSA SEMANA EU SÓ COMO O QUE NÃO MAMA"

No meu caminhar por essa cidade me escoro nas angustias que talvez nos atordoem todo santo dia, mesmo assim sinto o talo da vida que me diz: Avante. Fui encontrar um amigo na rua 2 com a  certeza de que me seriam esclarecidas muitas coisas. "Vem comigo, vou te mostrar uns bichos, aquela fazenda é minha". Zuza de alma grandiosa comprou um litro de cachaça para tomarmos nessa jornada, fomos para a fazenda que lhe pertence somente na imaginação. 

"Quando venho aqui eu pego nos meus bolsos e vejo que não tenho 1 real. Mas pra quê?" Zuza.