Vida de R.U.A - Semana de Arte de Londrina

Não me recordo exatamente quando, mas lembro que a nossa primeira conversa com o pessoal do Grafatório foi em meados de abril de 2015, eles entraram em contato conosco nos convidando para participar da Semana de Arte de Londrina.

Lembro que eu (Rodrigo Zaim) Jardiel Carvalho e Felipe Paiva, conversávamos e acertávamos algumas coisas para subir em nosso site, estávamos completamente empolgados com a possibilidade de termos uma base de operações para otimizar o nosso trabalho e tempo. Finalizamos a ligação com o Grafatório para a Oficina de Fotografia de R.U.A e Documental incialmente acertada para Dezembro de 2015.

Estávamos ansiosos para ir até Londrina mostrar o nosso trabalho, nossa correria em mais um estado brasileiro. Dezembro chegou e nada, pensamos "será que o pessoal esqueceu da gente" rs. Não. Foi apenas uma mudança de planos e no começo de Fevereiro recebemos mais um email indicando que a nossa oficina estava confirmada e que aconteceria no inicio de Abril.

Aquele friozinho na barriga apareceu de novo, mas sumiu rapidamente com tanta coisa triste acontecendo no nosso Brasilzão. Enfim chegou o dia da tão esperada da Semana de Arte de Londrina, eu e jardiel nos encontramos no centro de SP e seguimos a caminho do aeroporto de Congonhas. O voo foi rápido de uns 40 minutos, chegamos em Londrina por volta das 14:00. Junio e Débora esperavam por nós e mais um camarada que estava no mesmo voo, David Magila, um artista boladão.

Estávamos um pouco tímidos durante o percurso mas não durou muito tempo. Fomos conversando com Junior e Seu Arlindo que seria nosso motorista durante a nossa estadia na cidade da Terra Vermelha. Chegamos na casa que nos hospedou por 4 dias. UAU o lugar era lindo, grande, com muito verde e uma piscina para relaxar naquele calor pesado de londrina (32°). Quando chegamos lembramos que nosso companheiro de correria aqui em SP Eduardo Anizelli passava suas férias em londrina e o convidamos para nos fazer uma visitinha na nossa ''nova casa''. O tempo foi passando e quando demos conta já estava quase na hora do nosso primeiro contato com o pessoal, os participantes da oficina.

As 19:00 começamos a trocar uma ideia sobre o nosso trabalho, um bate papo bem informal sobre fotografia. Ficamos ainda mais surpresos quando soubemos que nossa oficina tinha até fila de espera. SUCESSO. Liberamos todo mundo para participar, a gente não queria que ninguém ficasse de fora. No segundo dia fomos pra R.U.A, uma jornada extensa das 10:00 às 18:00, mas sentimos que a galera estava na pegada, que eles queriam fotografar. Na manha do terceiro fomos observar o que os nossos mais novos colegas tinham produzido na tarde anterior de sol e calor.

Os resultados de cada fotógrafo que passou ali, profissional ou não, nos deixou surpresos, um ponto de vista que nem eu e nem o Jardiel tínhamos esperado. Foi uma experiência incrível pra nós, mas o dia ainda não havia acabado, fomos fotografar mais uma vez antes da reunião final em sala de aula para sacarmos as impressões de todos que fizeram a oficina. Essa experiência nos deixou muito felizes e com aquela sensação de dever cumprido.

Todo o carinho, dedicação, disciplina, respeito e todas as boas energias, podem ter certeza de que essa não foi uma simples Oficina de Fotografia, foi uma baita lição que nos trouxe outras perspectivas em diversos seguimentos, fotográfico ou não. 

Gostaríamos de expressar a nossa imensa gratidão, carinho e amor para com todos os envolvidos nesse que foi mais um processo extremamente construtivo para a evolução do R.U.A Foto Coletivo, nossa missão não foi ensinar pessoas a fotografar, muito menos como se fotografar, nossa missão nessa oficina foi mostrar o poder que a fotografia tem no nosso pequeno mundo, e tenho total certeza que conseguimos plantar uma sementinha em Londrina. Um abraço cheio de amor em nossos novos companheiros de fotografia, e um muito obrigado ao pessoal do Grafatório que foram simplesmente excepcionais com nós e o DaP (Departamento de Artes Plásticas) que nos deu todo um suporte para que essa experiência fosse possível. Somos muito grato à todos. 

Para quem quiser ver os resultados da nossa oficina pode conferir uma exposição à céu aberto no terminal de ônibus de Londrina e também acompanhar via  Instagram @piorfoto que será alimentado pelo pessoal que fez a oficina.